Ballon Fight


Boa parte dos jogos da Nintendo no início da vida do NES foram primeiro jogos de arcade e só depois tiveram a versão para o console lançada. "Ballon Fight" é um bom exemplo disso. Um típico jogo de ação centrado em fazer pontos e atingir um placar alto, foi lançado originalmente nos arcades como "VS Ballon Fight", chegando ao NES em 1985, recebendo ports para diversas outras plataformas desde então.

História e Roteiro



Bom... quanto a história... como posso dizer? Não tem...é... não tem. O personagem controlado pelo jogador sequer tem nome! No próprio manual do jogo tem-se uma explicação bem sucinta, algo como "Suba aos céus não tão amistosos de Balloon Fight balançando seus braços, impulsionando-se contra inimigos com narizes pontudos e estourando seus balões antes que eles estourem os seus. Tome cuidado com os peixes". Basicamente é isso. Lembre-se que "Ballon Fight" é um jogo de ação um tanto casual  da primeira metade dos anos 80... o lance aqui é conseguir mais e mais pontos, e não é preciso uma grande história para tal. Isso não significa que não seja um jogo legal e divertido. "Pac-Man" também não tinha uma, afinal.
Vale a pena lembrar que a versão em cartucho tinha um modo a mais de jogo, não presente no arcade, o Ballon Trip. Basicamente é um minigame onde o balloom fighter deve desviar de obstáculos enquanto apanha balões para ganhar pontos.

Gráficos



"Ballon Fight" possui gráficos simples mas surpreendentemente bons. O responsável pelo design do jogo viria a ser um dos peso- pesados da Nintendo, Yoshio Sakamoto, também responsável pelo design de jogos como "Metroid" e "Kid Icarus". O céu noturno de "Ballon Fight"é um dos mais bonitos do tempo de  8 bits, com suas estrelas piscantes. Os cenários e personagens são simples, mas agradáveis aos olhos- gosto em especial do peixe gigante cor de laranja que aparece no lago localizado bem no centro da tela.

Música e Efeitos Sonoros

Música divertida, cortesia de Hirozaku "Hip" Tanaka, posteriormente responsável pelas trilhas sonoras de jogos como "Earthbound", "Tetris", "Super Mario Land", "Kid Icarus"e "Metroid". Os efeitos sonoros também são divertidos, e assim como a música encaixam muito bem com o jogo.

Controles e Jogabilidade

Simples e respondem bem, mas "Balloon Fight" é um daqueles jogos que exigem muito do joystick. Você precisa apertar o botão "A" desesperadamente para manter o personagem no ar, ou então afundar o dedo no botão "B" e não soltar, que faz o mesmo efeito. Não é difícil de aprender, mas não é tão fácil assim manter o controle. Prática para pegar o jeito é o caminho, como em qualquer jogo desse tipo, ainda mais daquela época.

Dificuldade


Dificuldade padrão da época, o que para os dias de hoje é bastante considerável. Apesar de pautado em princípios simples (estoure os balões dos oponentes e não deixe eles estourarem seus balões duas vezes, senão perde uma vida), o jogo guarda um punhado de surpresas que aumentam sua dificuldade: se você passar muito rente à superfície da água, um peixe pulará e te engolirá de uma bocada só; algumas fases possuem hélices espalhadas pelo cenário e encostar nelas significa ser arremessado longe; as cores dos inimigos não são meramente um detalhe estético e sim representa o quão difícil é lidar com eles, sendo os amarelos os mais perigosos dos três tipos e, para arrematar, existe uma espécie de limite de tempo, pois se você demorar muito a derrotar seus oponentes, as nuvens começam a lançar raios que matam em um único toque. Essa última é, sem dúvida, a mais irritante!
Outro detalhe é que estourar as bolhas que por vezes flutuam pela tela vale alguns pontos extras. Para estourá-las basta tocá-las.
A cada três fases, joga-se uma fase bônus, sem oponentes, onde se deve estourar balões que saem de canos que lembram algo saído de "Super Mario Bros" e assim ganhar mais pontos. Caso se consiga estourar todos os balões ganha-se um bônus extra bem generoso na pontuação.
"Balloon Fight" possui doze estágios diferentes. Depois do 13o, os estágios começam a se repetir em looping, mas com o detalhe que repetem-se partir do estágio 4 (e não do estágio 1). Como já foi dito, o jogo gira em torno de ganhar muitos pontos  para se alcançar uma pontuação alta, não possuindo um final, lembrando nisso os jogos de Atari e arcades da época. 

Comentário Final



"Ballon Fight" teve alguns nomes da Nintendo famosos envolvidos em sua elaboração e é um bom jogo, com bastante ação e alguns detalhes que aumentam o interesse nele, o que compensa a falta de história ou de um final verdadeiro a ser alcançado. É simples e divertido, com potencial para agradar fãs de jogos casuais mesmo nos dias de hoje e não só jogadores veteranos. 

NOTA: 7.0
Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar no blog

Popular

Tags

Recent Posts